Première classe A1 Iniciante

Cultura(s): iniciar uma conversa

Regardez la vidéo et consultez l'aide. Placez chaque phrase dans la bonne colonne.
Assista ao vídeo e consulte a ajuda. Coloque cada frase na coluna adequada.
Glissez-déposez les éléments Help on how to respond the exercice

 

PC-Logement-ContactVoisin-Cult-EngagerConversation-MoussaTaxi-Asso-ExtraitB-Video
As pessoas não se conhecem ou se conhecem apenas de vista.
As pessoas sorriem e dizem: "bom dia".As pessoas inclinam a cabeça.As pessoas dizem bom dia e dão um aperto de mãos.As pessoas se referem a seus bairros.As pessoas se questionam sobre seus trabalhos.
As pessoas se conhecem bem.
As pessoas abrem um sorriso, dizem bom dia e dão um aperto de mãos.As pessoas se tocam nos braços ou nos ombros.As pessoas trocam dois beijinhos.

nbOk elemento(s) correto(s) de nb

Atenção

Parabéns!

Conception: Laure Destercke et Geneviève Briet, Université catholique de Louvain
Published on 02/07/2013 - Modified on 04/11/2019
Traduzir
1er dialogue
La fille
Papa, je te présente Liliane, elle habite le quartier.
Liliane
Bonjour.
Un client
Bonjour.
Le papa
Je te connais, non ? C’est pas toi qui travailles à la boulangerie ?
Liliane
Si, c’est ça.

2e dialogue
La jeune femme

C'est la première fois que vous venez ?
L'homme
Oui, c'est la première fois. Il est un peu timide, je l'accompagne.
La jeune femme
Et bien, bienvenue à l'AEP : Actions En Plus pour les personnes atteintes du VIH.
Je m'appelle Dorothée.
L'homme
Bonjour.
(1º diálogo)>A jovem Papai, te apresento a Liliane, ela mora no bairro.Liliane Bom dia.Um cliente Bom dia.O pai Eu te conheço, não? Não é você que trabalha na padaria?Liliane Sim, isso mesmo.(2º diálogo) A jovem É a primeira vez que o senhor vem aqui?O homem Sim, é a primeira vez. Ele é um pouco tímido, eu o acompanho.A jovem Bom, bem-vindo à AEP: Mais ações para pessoas atingidas pelo HIV. Eu me chamo Dorothée.O homem Bom dia.

Cultura(s) / Iniciar uma conversa

Em seu país, em sua cultura, quais são os principais assuntos para iniciar uma conversa? Os assuntos são os mesmos quando se conhece pouco ou bem o interlocutor? Abordam-se detalhes logo nas primeiras conversas? Há assuntos tabus? O olhar é importante? Não se inicia uma conversa da mesma maneira com pessoas que conhecemos e com as que encontramos pela primeira ou segunda vez. O "tu" ("te","ton","ta","tes") é utilizado entre pessoas com menos de 30 anos, mas o "vous" ("votre", "vos") é obrigatório em situações formais. Ademais, com pessoas mais velhas, o "vous" é usual, enquanto com as mais jovens ou da mesma idade, é possível dizer "tu". Olhar nos olhos do interlocutor, os gestos, a distância maior ou menor entre as pessoas também representam informações (simpatia, timidez, medo, conivência). A maneira como se inicia a conversa ou se fala de um novo assunto depende inteiramente da relação entre as pessoas e da situação. Não existem fórmulas prontas. Para o primeiro encontro, pode-se perguntar em que bairro a pessoa mora, se ela trabalha e em que área. Pode-se falar sobre a atmosfera do bairro, do local de trabalho, de hábitos nas lojas, nos cafés ou restaurantes. Em um local público, é possível fazer perguntas sobre o que está acontecendo, falar sobre hábitos da frequentação do local, expressar um sentimento geral. Não se faz perguntas muito precisas quando o interlocutor responde de forma breve. Não se pergunta sobre salários, não se fala de religião, política ou sexo. Em seguida ou em um novo encontro, pode-se perguntar como vai a pessoa, falar da meteorologia e pedir uma informação ou um conselho.
Mais informações:

Você também vai gostar