Cultura(as) / Os diferentes tipos de viagem

A1 Iniciante
Os tipos diferentes de viagemNo seu país, na sua cultura, as pessoas viajam somente de férias? Ou também fazem uma viagem de núpcias? É preciso fazer um longo trajeto para encontrar tratamento médico adequado? As pessoas viajam somente por lazer ou há também viagens de estudos, como o programa de intercâmbio Erasmus, viagens profissionais e viagens de negócios? É possível sair de férias para uma missão humanitária? No seu país, na sua cultura, há "gens du voyage" ("populações nômades")? "Viajar" significa deslocar-se por uma longa distância. Podemos viajar a cavalo, a pé, de ônibus, de carro, de trem, de barco, de avião. É possível viajar durante o dia, à noite, com ou sem dinheiro. Viajamos sozinhos, em família ou em grupo. O destino pode ser próximo ou distante: na região vizinha ou no fim do mundo. As pessoas viajam para distrair-se, instruir-se, estudar, procurar a sabedoria. Razões econômicas e profissionais também são uma oportunidade para viajar: negócios profissionais, prospectar para o comércio, ser transferido por seu empregador, encontrar um trabalho em uma região mais próspera. Às vezes, fazemos um longo trajeto para encontrar um emprego, ou também por razões médicas, políticas ou militares. Na França, na Bélgica e na Suíça, o desenvolvimento dos trens de alta velocidade (TGV), assim como o desenvolvimento das viagens de avião de baixo custo, modificou os hábitos dos trabalhadores. Os representantes comerciais podem fazer, em um dia, 600 km de ida e volta entre o local de trabalho e o local de prospecção. Da mesma forma, é possível que pessoas das classes média e alta viajem para um fim de semana prolongado a mais de 800 km de suas casas para visitar uma cidade cultural ou descansar em uma paisagem com atmosfera de férias. A viagem de núpcias é a tradicional viagem feita pelos recém-casados logo após o casamento: 92% dos recém-casados fazem uma viagem de núpcias (pesquisa BVA para o "Salon du mariage" de Paris, 2009). Na França, em regiões com pouca densidade demográfica, às vezes é preciso percorrer longas distâncias para se tratar em um hospital. E pode acontecer de percorrer de 150 a 200km para tratar uma doença grave. A viagem pode suprir necessidades profissionais: a globalização da economia aumentou muito as viagens de negócios. Os professores na França são recrutados após um concurso e designados em estabelecimentos escolares por ordem de classificação. Enquanto não são titulares, os professores podem ser transferidos para qualquer lugar da França. Enfim, os habitantes de pequenas zonas econômicas rurais ou urbanas às vezes devem se aproximar das cidades maiores para encontrar um emprego. As "gens du voyage" ("populações nômades") são pessoas que exercem uma atividade econômica, mas que não têm residência fixa.