Cultura (s)/O lugar da mulher no mundo do trabalho

A1 Iniciante
Para uma mulher, ter filhos e trabalhar é possível nos países francófonos.
O lugar da mulher no mundo do trabalho

No seu país, na sua cultura, há mulheres no mundo dos negócios? É frequente ou mais raro? Como você reagiria se seu chefe ou diretor geral fosse uma mulher? Nos filmes, programas de televisão ou novelas em sua cultura, até que ponto homens e mulheres são apresentados como independentes, tomadores de decisão e tomadores de iniciativa?

"Em algumas áreas, como a educação, as meninas estão agora se saindo melhor do que os meninos e alcançando níveis mais altos de educação[...] Ainda existe uma diferença salarial de 15% nos países da OCDE. Em 2016, as mulheres representavam só 4,8% dos CEO. (Diretor Executivo Principal). »

© Observador da OCDE, Gabriela Ramosjunho 2020.

A direção de uma empresa pode ser realizada por uma mulher, porém, em geral, na França, as mulheres têm menos cargos de responsabilidade e são menos bem pagas pelo mesmo nível de qualificação.
Além disso, as mulheres são mais sujeitas a trabalhar em tempo parcial do que os homens.

Trabalhar e ter filhos

No seu país, na sua cultura, quem cuida das crianças durante o dia? É a mãe, o pai, os avós, os vizinhos, a ama? Há soluções de cuidado infantil disponíveis enquanto as mulheres exercem uma atividade profissional? Como você reagiria se tivesse a oportunidade de tirar 2 semanas a 6 meses de licença para cuidar da sua pequena criança enquanto pai ou mãe?

Nos países francófonos ocidentais, as mães beneficiam da licença de maternidade: por exemplo, 16 semanas na França (26 semanas a partir da 3ª criança) e 18 semanas no Quebec.
Existe também uma licença de paternidade no momento do nascimento da criança. Na França, a licença de paternidade é de  25 dias depois de julho 2021, que se adicionam aos 3 dias dados ao nascimento. Essa licença existe desde 2002.
Desde 2021, na França, a licença de paternidade é obrigatória por uma duração de 4 dias (além dos 3 dias de nascimento.)
Finalmente, é possível tirar uma licença de paternidade assalariada por um curto período.

Na França e na Bélgica, as crianças de menos de 3 anos podem ficar na creche ou com uma ama, o que permite aos pais continuar a trabalhar.
Mas também acontece que a mãe mantém as crianças em casa; é excepcional que o pai ceda por um tempo à atividade profissional para cuidar das crianças.

Exercícios em pratica

Bureau CEO Nicola Thibaudeau

Cultura(s): o lugar das mulheres no mundo do trabalho

A1
4 exercises
Ouvir • Cultura(s) (vida profissional)